(14) 99151.5802
contato@drielequinhoneiro.com

Por que me sinto mais segura fazendo dieta?

Por que me sinto mais segura fazendo dieta?

Lendo mais sobre vulnerabilidade e ousadia com a Brené Brown me aproximei ainda mais porque temos a falsa sensação de estarmos mais seguras fazendo dieta, em seu livro “A coragem de ser imperfeito” ela fala de um homem na arena que é um personagem que está por inteiro na arena da vida, cujo o rosto está manchado de poeira, suor e sangue, e luta bravamente. E ao mesmo tempo existem outros personagens sentados na arquibancada que são os críticos e aqueles que apontam quando o homem da arena tropeça, mas que não ousam descer na arena assim como homem.

Fazer dieta é como estar sentado na arquibancada, seguindo regras e sem perceber escolher ficar na zona de conforto, e em alguns momentos temos flash de como estar nesse lugar é só uma pequena parte do que podemos ser quando o assunto é relacionamento com a comida e o corpo, pode ser que de tempos em tempos você tenha um vislumbre de que deve existir algo a mais, uma outra forma de se relacionar com a comida, considero isso um chamado para descer para arena.

E por que dá medo descer para arena?

Porque é abandonar algumas certezas e se aproximar do que o nosso corpo está dizendo, é dar voz a ele. É se desvencilhar do que achamos que é fome e saciedade ou do que pode e não pode, simplesmente se abrir para um novo tipo de sabedoria que reside no sentir. É notar como estamos repletos de medos: medo de sentir fome, medo de não parar de comer, medo de festas de crianças, medos de se permitir, medo de engordar e medo de notar que se o nosso valor não está associado ao nosso peso ao que está?

Entende que é muito natural ter medo de descer na arena e de rejeitar a mentalidade de dieta? Porque talvez até agora ela tenha nos dados a falsa sensação de estarmos protegidas. Não é apenas a mentalidade de dieta, é a forma como nos relacionamos com a vida.


“Como nos relacionamos com a comida tem muita semelhança em como lidamos com a vida”.

Talvez façamos dietas e somos rigorosos com as regras porque podemos ter a falsa sensação de que alguma coisa na vida podemos controlar e isso pode ser as calorias que ingerimos.

Um ponto sobre vulnerabilidade e ousadia é que se permitir ser vulnerável consiste na verdadeira coragem! Contar calorias e viver a vida de restrições, pensando sobre comida a maior parte do tempo e machucando o nosso corpo com mensagens como “Você poderia ser mais magro”, “Você poderia trabalhar mais duro do que isso”, “Você não é confiável perto da comida” é muito doloroso, por isso o homem que está sentado na arquibancada não percebe o quanto de sofrimento existe. Já o homem na arena entende que para viver uma vida plena é necessário ousar!

Escrevo esse texto para que você perceba onde está quando assunto é comida e corpo: na arena ou na arquibancada?


E se perceber que está na arquibancada, por que descer para arena? Porque é lá que a vida acontece!

Escrito por Driele Quinhoneiro

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *